domingo, 1 de março de 2009

O Contador de Segundos

Hei! Um segundo de sua atenção, por favor.
Há pouco tempo, apareceu uma novidade nas ruas: o contador de segundos no semáforo.
Hum... Aquilo, de certa forma, foi um alívio.
Como é bom estar parado no sinal vermelho e saber quantos segundos mais ficarei ali.
Isso até acalma.
Ufa! Está acabando... Mais três, dois e um.
Pronto. Verde. E acelero.
Quantas vezes você já se pegou parado no semáforo vermelho dizendo: "Vamos! Vamos! Que demora!"
E quando avançamos ainda no vermelho?... Ah! Mas, já estava laranja para o outro.
É... É a modernidade. Onde não se aguenta esperar um segundo.
Um segundo se quer.
Creio que uma respiração profunda leve quatro segundos. Fiz as contas.
Mas, percebo que no mesmo tempo do semáforo vai minha respiração: rápida e impaciente.
Atento-me somente ao próximo segundo.
Não quero perder um só segundo.
Mas, nem percebo o segundo presente.
E perco todos.
É a corrida contra os segundos.
O que é um segundo?
O segundo é sutil.
Em um segundo, você pode mudar de rumo.
Em um segundo, você pode não mais estar aqui.
Não deixe esse segundo para segundo plano.
E, no semáforo vermelho, aproveite para dar um respiro profundo.
Falando nisso, você já respirou hoje?
Hum...
Profundamente?
Viu. Você não perdeu um segundo.
Ganhou quatro.

(El Panamá)

2 comentários:

Delson disse...

Respirei fundo e, a propósito, vou de Sidney Müller:
"No fim do mundo
tem um tesouro.
Quem for primeiro
carrega o ouro.
A vida passa
no meu cigarro,
quem tem mais pressa,
que arranje um carro,
prá andar ligeiro
sem ter por quê,
sem ter prá onde,
pois é,
prá quê..."

ram horizonte disse...

Gostei, e respirei fundo tambem.
Obrigado pelos 4 segundos, que agora desfrutei.

Bjo